Bebidas

Aperitivo Italiano

Fizemos essa matéria falando um pouco sobre o Aperitivo Italiano:

 

Na Itália, o aperitivo é um momento de descontração e diversão com os amigos, em que se degusta coquetéis harmonizados com petiscos. Geralmente acontece entre as 18h e 21h em qualquer dia da semana, mas depende muito das cidades e dos bares. O costume começou no norte da Itália, mas hoje já é possível desfrutá-lo em todo o país. Pode parecer como o happy hour no Brasil, mas mostrarei que há uma bela história por trás dele.

 

O que exatamente significa “aperitivo”? A etimologia da palavra de origem latina aperitivus (que abre), o define como uma bebida que “abre” o apetite, ou seja, estimula a sensação de fome.

 

Breve História do Aperitivo italiano

 

No século V a.C., o famoso médico grego, Hipócrates, descobriu que para aliviar os distúrbios alimentares, como a anorexia, seria necessária apenas a ingestão de uma bebida com sabor bastante amargo. Assim, Hipócrates passou a dar aos seus pacientes uma bebida a base de vinho branco, flores de dictamnus albus – uma planta da flora europeia – absinto e arruda.

 

A mistura de Hipócrates, que foi posteriormente chamada de Vinum Hippocratum, transcorreu os séculos até chegar aos maiores herboristas medievais. A palavra Hippocratum vem do uso da chamada “Manga de Hipócrates”, que seria um tipo de rede de tecido em forma de funil, como o filtro de café, que era utilizada na época para filtrar as especiarias do vinho e finalizar a sua preparação.

 

Com este método, descobriu-se que o estímulo do apetite não era gerado especificamente a partir daqueles ingredientes, mas sim do amargor que eles deixavam. A razão é que, em nosso paladar, a amargura gera o aumento da saliva e, como consequência, aumentam também os sucos gástricos. Por isso, hoje em dia os aperitivos italianos mais famosos tem um sabor prevalentemente amargo.

 

Como falado até agora, o aperitivo foi associado à medicina e era considerado um produto medicinal. Quando mudou a situação?

 

Como nasceu o costume de apreciar o aperitivo na Itália socialmente? 

 

Tudo começou em 1786, na cidade de Turim, quando um herborista, Antonio Benedetto Carpano, depois um período de estudos, inventou uma fórmula com a mistura de ervas e especiarias com o vinho moscato, que introduziu uma concepção moderna do vermute.

 

O especialista em ervas tinha uma loja frente ao Palácio Real do Reino da Sardenha – o reino que unificou a Itália – onde morava o rei Vittorio Amedeo III. Assim, por estar seguro quanto ao novo produto que criou, enviou uma caixa de bebidas ao rei. O monarca adorou e, a partir daquele momento, o sucesso do novo vermute começou a se difundir na alta corte real.

 

Já no século XIX, especificamente em 1815, o senhor Ramazzoti di Milano, criou o primeiro Amaro, um licor sem ter como base o vinho. A base do licor neste caso era álcool de alta qualidade infusionado com 33 ervas.

Nesta linha, em 1860, o senhor Gaspare Campari, lançou um novo aperitivo amargo – para destingui-lo dos vermutes – e o chamou de Bitter (amargo) Campari. Il Camparino in Galleria, um café dedicado ao Campari na praça do Duomo de Milão, foi o local que impulsionou Campari a ser considerada uma marca associada com a moda e o design em Milão.

 

Aperitivo Italiano

Loja da Campari em Milão – Itália

 

Poucos anos depois, em 1863, o empresário Alessandro Martini, em sociedade com Luigi Rossi, criaram o mais famoso vermouth do mundo: o Martini. Eles trabalhavam muito com diferentes vinhos, e não somente com o vinho tinto utilizado em muitos outros vermouth. Por esta razão, existem diferentes tipos de Martinis.

 

Aperitivo italiano: um evento social

 

Em 1900, também em Milão, o aperitivo se transformou em um fenômeno social, e a clássica taça de vinho sai de cena para dar lugar aos coquetéis com uma vasta lista de drinks. Grandes pensadores e a alta sociedade italiana da época se reuniam nos chamados caffè, onde desgustavam aperitivos junto a diversos petiscos durante suas conversas.

 

Assim, depois dos anos 80, a famosa cidade italiana adapta o aperitivo na fórmula americana do happy hour e o aperitivo torna-se um evento social mais difundido da Itália. Hoje, cada bar oferece um aperitivo/happy hour diversificado para atrair os consumidores.

Em geral, a fórmula do aperitivo moderno na Itália é constituída de coquetéis de qualidade, acompanhados por um buffet de petiscos diversificados oferecidos pelos bares em troca da compra do drink. Normalmente é possível pagar de 5 a 7 euros em um drink, e assim receber de cortesia os petiscos que variam em cada lugar. 

 

Os aperitivos mais famosos na Itália são (i) Aperol Spritz;  (ii) Bellini; (iii) Negroni; (iv) Americano e (v) Milano-Torino. Nos próximos posts compartilharei as receitas destes coquetéis e como podem ser harmonizados com comidas. Fiquem acompanhando!

 

Fontes:

http://www.carpano.com/antonio-benedetto-carpano/

http://www.blueblazer.it/il-vermouth-raccontato-da-fulvio-piccinino/

 

Food Lover Nicola Bara

 

Confira também deliciosas receitas +

 

 

Deixe um comentário